Feliz Ano Novo! Confira 5 livros que você precisa ler em 2023

Feliz Ano Novo! Confira 5 livros que você precisa ler em 2023
5 livros que você precisa ler em 2023 (Foto: Adobe Stock / De Studio_East)

Feliz 2023! Para comemorar o início de mais um ano e novas oportunidades, novos sonhos, novas metas, que tal procurar novas leituras?

Para te ajudar, o Blog do Skeelo preparou uma lista com cinco livros que você precisa ler este ano — e é claro que, se você já tiver uma meta de leitura, essa lista sempre pode aumentar!

Ao farol, de Virginia Woolf

Sinopse: Sra. Ramsay, uma mulher madura, bela, maternal e serena; sr. Ramsay, um renomado e árido filósofo; os filhos e criados do casal; Lily Briscoe, amiga da família e aspirante a pintora. Todos estão passando o verão na Ilha de Skye, na Escócia, cercados por outros amigos e conhecidos. James Ramsay, de seis anos, anseia por um prometido passeio ao farol da ilha, enquanto recorta figuras de um catálogo na companhia da mãe. Com essa cena de abertura, em si trivial, Virginia Woolf construiu um dos mais influentes romances do século XX, segundo críticos e leitores.

Ao farol é um romance rico, multifacetado, cujos vários e combinados aspectos compõem a marca da grande obra-prima. Por um lado, representa ricamente seu tempo, revelando a vida de uma família inglesa abastada, a ameaça soturna da guerra, a tensão subjacente às relações familiares e os conflitos entre homens e mulheres; por outro lado, constitui-se numa delicada e pungente filigrana ficcional, sobre a inevitabilidade da passagem do tempo e da morte; propõe uma jornada ao interior da consciência dos personagens, num novo estilo narrativo; e, por último, como é próprio das grandes realizações artísticas, reflete sobre a própria natureza da arte.

Um estranho numa terra estranha, de Robert A. Heinlein

Sinopse: Vencedor do prêmio Hugo de 1962, Um Estranho Numa Terra Estranha traz a história de Valentine Michael Smith, um humano criado em Marte. Ao ser trazido à Terra, ele entra em contato pela primeira vez com seus iguais e se esforça para entender os costumes, a moral e as regras sociais que definem os estranhos terráqueos. Em meio a diversas barreiras, o homem de Marte se esforça para grokar (termo em marciano, criado pelo autor, com diversos significados, como: beber, sentir, aprender e fazer parte) esse mundo tão alienígena a ele, enquanto procura explicar à humanidade seus próprios conceitos fundamentais, bem como suas concepções de amor e respeito. No romance, o leitor irá se deparar com os mais diversos tópicos de discussão: desde o amor livre, passando por críticas ao consumismo e até às instituições cristãs. A obra é vista como uma afronta ao moralismo e à cultura da época e, graças à sua mensagem de liberdade, tornou-se um manifesto do movimento hippie da década de 1970.

O que sobra, de Príncipe Harry

Sinopse: Esta foi uma das imagens mais tocantes do século XX: dois jovens, dois príncipes, caminhando atrás do caixão da mãe, enquanto o mundo acompanhava os eventos com tristeza – e horror. Conforme Diana, a Princesa de Gales, era sepultada, bilhões de pessoas se perguntavam como se sentiam, e o que pensavam, os príncipes – e como a vida deles iria se desenrolar a partir daquele momento. Para Harry, esta é enfim a sua história. Com uma honestidade total e incontornável, O que sobra é um marco editorial, cheio de inspiração, revelações, introspecção e sabedoria, conquistada com muito esforço, no que diz respeito ao eterno poder do amor sobre a perda.

Amigos, amores e aquela coisa terrível, de Matthew Perry

Sinopse: O amado astro de Friends nos conduz aos bastidores dessa série de sucesso e narra a luta que enfrentou contra o vício neste sincero livro de memórias. Divertido e revelador, Amigos, amores e aquela coisa terrível traz uma poderosa mensagem de esperança e resiliência. Prefácio de Lisa Kudrow.

“Oi, meu nome é Matthew, embora talvez você me conheça por outro nome. Meus amigos me chamam de Matty. E eu devia estar morto.” Assim começa a fascinante narrativa do aclamado ator Matthew Perry, que nos guia pelas intensas e sensíveis memórias de sua trajetória, desde a ambição de infância em alcançar a fama à luta contra o vício e à sua recuperação após um susto ocasionado por um problema de saúde que pôs em risco sua vida.

Antes das frequentes visitas ao hospital e passagens por centros de reabilitação, havia o pequeno Matthew de 5 anos, que viajou de Montreal a Los Angeles, se dividindo entre pais divorciados; o adolescente de 14 anos, uma estrela do tênis canadense em nível nacional; o jovem de 24 anos, que conquistou o cobiçado papel como um dos protagonistas do piloto da tão comentada e até então intitulada série Friends Like Us… e muito mais.

Em uma narrativa impactante — relatada de uma maneira sincera, hilariante e calorosa que apenas ele seria capaz de fazer —, Matthew Perry conta sobre a família fragmentada que o criou (e que também o deixou por conta própria), o desejo por reconhecimento que o conduziu à fama e a constante sensação de vazio, que não seria preenchido nem mesmo ao ver seus maiores sonhos se tornarem realidade.

Matthew apresenta também detalhes sobre a paz encontrada na sobriedade e como se sente a respeito da onipresença da série Friends, compartilhando histórias sobre colegas de elenco e outras celebridades que conheceu pelo caminho.

Franco, autoconsciente e munido do seu humor característico, Perry retrata com vivacidade a batalha travada ao longo da vida contra o vício e o que o levava a essa escolha, apesar de ter conquistado tantas coisas — tudo com que aparentemente alguém poderia sonhar. Amigos, amores e aquela coisa terrível, é um livro de memórias inesquecível, ao mesmo tempo íntimo e elucidador — além de um conforto para aqueles que estão lutando para manter a sobriedade. Dolorosamente sincero, comovente e, ainda assim, incrivelmente engraçado, este é o livro pelo qual os fãs estavam esperando.

O herdeiro roubado, de Holly Black

Sinopse: Oito anos após os acontecimentos da trilogia O Povo do Ar, as intrigas e traições do universo de Elfhame estão de volta em O herdeiro roubado, primeiro livro da nova duologia de Holly Black, autora best-seller mundial e um dos maiores nomes da fantasia na atualidade.

Uma nova aventura se inicia em Elfhame! O príncipe Oak já não é mais apenas o irmãozinho de Jude. Agora ele é um jovem adulto em busca das próprias batalhas e paixões. Não por acaso, seu caminho se cruza novamente com o de Suren, a pequena rainha da Corte dos Dentes, que um dia já foi sua prometida. Os dois parecem destinados a se encontrar em épocas conturbadas.

Dessa vez, Lady Nore, da Corte dos Dentes, tomou posse da Cidadela da Agulha de Gelo, e usa uma antiga relíquia para criar monstros de graveto, neve e carne para realizar suas vontades e ajudá-la em sua vingança. A única que pode é Suren, filha de Lady Nore e única pessoa com o poder necessário para comandá-la. No entanto, a menina fugiu para o mundo dos humanos, onde vive como uma selvagem na floresta, solitária e assombrada pelos traumas vivenciados na Corte dos Dentes. Ela acredita que sua existência já foi esquecida, até que Bogdana, a bruxa da tempestade, surge em seu encalço.

Por sorte, Suren (ou melhor, Wren) é salva por ninguém menos que o herdeiro de Elfhame, que aos dezessete anos se tornou um jovem extremamente belo, charmoso e... Manipulador. Oak está em uma missão que o levará até a Cidadela da Agulha de Gelo e precisará da ajuda de Suren, mas, caso a jovem aceite, sua primeira tarefa será proteger o próprio coração dos sentimentos que um dia já nutriu pelo príncipe. Além da série O Povo do Ar, Holly Black é conhecida pela autoria de As Crônicas de Spiderwick, adaptada pelo Disney+ para uma série.