Folclore brasileiro: conheça livros que exaltam a tradição das nossas lendas

Histórias que cercam temáticas de terror, horror, mitologia e crenças são comuns na base de todas as civilizações. As chamadas lendas são histórias populares que envolvem a  interpretação de uma visão de mundo a partir de elementos culturais de um determinado local.

No Brasil, temos uma riqueza notável de histórias desse tipo, que servem como recursos de educação, cultura e lazer. Num misto cultural de lendas indígenas, africanas e portuguesas, o folclore brasileiro se destaca pela variedade de enredos que são contados de geração em geração. Confira algumas das principais abaixo:

Lendas brasileiras mais conhecidas

  • Cuca, ser maldoso e assustador semelhante a uma mulher com cabeça de jacaré
  • Saci pererê, menino levado que tem uma perna só e cria redemoinhos
  • Iara, a sereia conhecida por sua coragem e beleza
  • Boitatá, cobra de fogo com muitos olhos, que cegam quem os vê
  • Boto cor de rosa, ser capaz de se transformar em homem, seduzir e engravidar mulheres e desaparecer
  • Matinta Pereira, bruxa velha que à noite se transforma em corvo;
  • Lobisomem, homem que se transforma em lobo todas as noites de lua cheia 
  • Vitória régia, história que explica a origem da planta aquática associando-a ao acidente de uma mulher indígena que morreu afogada

Clicando nos nomes das lendas acima, você pode conferir um livro com protagonismo de cada personagem folclórico.

Quer ler mais? Veja algumas obras sobre folclore brasileiro:

Lendas Brasilis, de G.S.Montemor | Viseu

Sinopse: Quais seriam as consequências para a selva tropical se um dia os pés do Curupira ficassem para frente? O que você faria se acordasse de madrugada e se deparasse com um fogaréu no seu quintal enquanto os entes fantásticos da floresta aparecessem magicamente dentro de sua sala? Conflitos, mistérios e muitas aventuras estão condensadas em seis contos do folclore brasileiro que nos transportam para as regiões bucólicas e nostálgicas do nosso país continental.

Mitos e Lendas do Brasil, de Nireuda Longobardi | Paulus Editora

Sinopse: O Brasil é riquíssimo em histórias e lendas. Trata-se de feitos que nascem do povo e que, geralmente, vêm em resposta a um contexto histórico-social pleno de questões de cunho moral. As mesmas histórias se espalham por diferentes estados do país, e com isso misturam-se a novos elementos. O cordel também é uma manifestação de nossa cultura. Sendo mais difundido nos estados do nordeste brasileiro, essa forma de expressão vem ganhando força e valorização em nossa literatura. A união desses dois elementos numa mesma obra retrata, de forma pedagógica, a beleza da cultura popular brasileira.

Turma da Mônica Lendas para Crianças, de Mauricio De Sousa | Girassol

Sinopse: O folclore do Brasil é fruto da “miscigenação” entre os saberes tradicionais dos nativos indígenas, povos africanos e europeus. Dessa união, nasceram as nossas lendas. Este livro traz algumas das mais conhecidas e muitas outras, que as crianças adoram, com os queridos personagens da Turma da Mônica! Saci, Lobisomem, A loira do banheiro, Festa no céu, Iara, João-de-Barro, Bumba Meu Boi e muito mais!

Doze lendas brasileiras: Como nasceram as estrelas, de Clarice Lispector | Rocco Pequenos Leitores

Sinopse: Uma lenda é verossímil? Sim, porque assim o povo quer que seja. De pai para filho, de mãe para crianças, é transmitida uma fabulação de maravilhas que estão atrás da História. Como ao redor de uma fogueira em noite escura, conta-se em voz sussurrante um ao outro o que, se não aconteceu, poderia muito bem ter acontecido nesse imaginoso mundo de Deus. E assim oralmente se escreve uma literatura plena e suculenta, em que o espírito secreto de todo um povo vira criança e brinca de “faz de conta. Brinca? Não, é muito sério. Pois o que é que pode mais do que um sonho?”. Com essas e outras palavras, belas e certeiras, Clarice Lispector reflete sobre a riqueza e a importância das histórias da cultura popular no texto “A força do sonho”, que abre a nova edição de Doze lendas brasileiras. Escrito em dezembro de 1976, o texto foi incluído no calendário em que os contos foram publicados originalmente, em 1977, e permanecia inédito em livro. O livro reúne histórias do folclore nacional, uma para cada mês do ano, recontadas por uma das maiores escritoras do século XX. A história que dá nome ao livro, por exemplo, conta como, em uma aldeia indígena, travessos curumins deram origem a “gordas estrelas brilhantes”. A certa altura, diz Clarice: “Aconteceu uma coisa que só acontece quando a gente acredita” e segue contando a bela lenda dos indiozinhos que subiram ao céu em cipós amarrados pelos colibris para fugir da bronca das mães. Ao longo das páginas, lendas indígenas e personagens folclóricos como Pedro Malazarte, Saci-pererê e Negrinho do pastoreio ganham nova vida pela escrita de Clarice, que dialoga com os pequenos com naturalidade e sagacidade de janeiro a dezembro. Para o último mês do ano, aliás, a escritora reservou “Uma lenda verdadeira”, em que conta, com uma linguagem colorida de esperança, a história do nascimento do menino Jesus.

Curtiu o conteúdo? Leia também outros artigos do Blog do Skeelo.

10 livros de suspense de arrepiar os cabelos!

7 indicações de livros que aparecem em Friends!

Copa do Mundo de Futebol Feminino: leituras para potencializar nossa torcida

Acompanhe nossas redes sociais, estamos presentes no Facebook, Instagram, Twitter, Telegram e YouTube.

Deixe uma resposta